Universidade do Texas abre arquivo dedicado a Gabriel Garcia Marquez

O Centro Ransom, líder em pesquisa de humanidades, comprou os arquivos em 2014 por 2,2 milhões de dólares e planeja digitalizar os documentos em 2016 para que possam ser compartihados com o mundo. Parte da coleção já foi digitalizada e está disponível aqui.

O arquivo contém manuscritos de 10 livros de García Márquez e de outro livro inédito, mais de 200 peças de correspondência, cartas de admiradores, 43 álbums fotográficos, 22 livros de memórias, cinco computadores e duas máquinas de escrever. O arquivo se encontra em um lugar climatizado junto aos arquivos de outros escritores famosos como James Joyce, William Faulkner e Jorge Luis Borges.

O Centro Ransom disse também que começou a complementar o arquivo ao adquirir outros materiais como correspondências com outros autores, notas escritas a mão em cartões personalizados, textos mecanografados, entre outros. O arquivo ficará em exibição até 1º de novembro.

“Este arquivo nos dá a oportunidade de definir o tom do tipo de relações que queremos cultivar e construir entre a Universidade do Texas e a América Latina, baseadas no respeito mútuo e em interesses compartihados nos esforços acadêmicos e educativos que os dois buscamos conseguir”, disse Charles Hale, diretor do LLILAS Benson Coleções e Estudos Latino-americanos.

Fonte: Universidade do Texas